Na Bíblia Online

Quantos livros tem a Bíblia evangélica, católica e ortodoxa?

A Bíblia é uma reunião de textos dos mais lidos em todo o mundo. Seus famosos versículos estão espalhados por toda a parte. Mas, quantos livros tem a Bíblia no total?

Neste artigo, exploraremos a composição, tanto da Bíblia evangélica quanto da católica, mergulhando na quantidade de livros e em como ela é dividida.

O intuito é responder à perguntas como “Quantos livros tem a Bíblia?”, “Quais são os livros da Bíblia?” e “Quais foram os livros retirados da Bíblia evangélica?”.

Quantos Livros Tem a Bíblia no Total?

A Bíblia é uma coleção de livros sagrados que varia em número dependendo da versão. No entanto, em geral, a Bíblia é composta por 66 livros.

Esses 66 livros estão divididos em duas seções principais: o Antigo Testamento e o Novo Testamento. Cada um desses testamentos contém uma série de livros que contribuem para a riqueza da mensagem da Bíblia.

Escritos em épocas muito diferentes e por pessoas diversas, a Bíblia está organizada em duas partes principais. Saiba agora quantos livros tem a Bíblia no Antigo e no Novo Testamento.

Antigo Testamento

Quantos livros tem a Bíblia evangélica Antigo Testamento
O Antigo Testamento da Bíblia evangélica possui 39 livros

O Antigo Testamento contém 39 livros que abrangem desde a criação do mundo até a era pré-cristã. Nele estão alguns dos livros mais conhecidos da Bíblia, como o de Salmos.

Veja a relação de todos os 39 livros do Antigo Testamento da bíblia evangélica, sendo Gênesis o primeiro e Malaquias o último:

  • Gênesis
  • Êxodo
  • Levítico
  • Números
  • Deuteronômio
  • Josué
  • Juízes
  • Rute
  • 1 Samuel
  • 2 Samuel
  • 1 Reis
  • 2 Reis
  • 1 Crônicas
  • 2 Crônicas
  • Esdras
  • Neemias
  • Ester
  • Salmos
  • Provérbios
  • Eclesiastes
  • Cantares de Salomão
  • Isaías
  • Jeremias
  • Lamentações
  • Ezequiel
  • Daniel
  • Oséias
  • Joel
  • Amós
  • Obadias
  • Jonas
  • Miquéias
  • Naum
  • Habacuque
  • Sofonias
  • Ageu
  • Zacarias
  • Malaquias

Esses 39 livros do Antigo Testamento estão subdivididos de acordo com a época, tema, escritor e finalidade da escrita. Assim, temos, Pentateuco, Históricos, Poéticos, Profetas Maiores e Profetas Menores.

Pentateuco

Quantos livros tem a Bíblia evangélica Pentateuco
O Pentateuco é o conjunto dos 5 primeiros livros da Bíblia

Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio. O Pentateuco, também conhecido como Torá, é o conjunto desses cinco primeiros livros da Bíblia Hebraica.

Esses textos, atribuídos tradicionalmente a Moisés, são fundamentais na tradição judaico-cristã, abordando temas de criação, legislação, genealogia e a formação do povo israelita, com ênfase na aliança entre Deus e Israel.

Históricos

Os livros históricos da Bíblia, que incluem Josué, Juízes, Rute, 1 e 2 Samuel, 1 e 2 Reis, 1 e 2 Crônicas, Esdras, Neemias e Ester, narram a história do povo de Israel desde a conquista de Canaã até o período pós-exílico.

Esses textos documentam eventos como a conquista da Terra Prometida, a era dos juízes, a monarquia unida e dividida, o exílio babilônico e o retorno e reconstrução de Jerusalém, oferecendo uma visão detalhada das dinâmicas políticas, sociais e religiosas de Israel.

Poéticos

Os livros poéticos da Bíblia, que incluem Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cânticos dos Cânticos, são conhecidos por sua riqueza literária e profundidade espiritual.

Esses textos exploram temas universais como sofrimento, sabedoria, amor e devoção a Deus através de poesia, cânticos, provérbios e reflexões filosóficas.

Cada livro oferece uma perspectiva única sobre a experiência humana e a relação com o divino, utilizando uma linguagem figurada e emocionalmente ressonante.

Profetas Maiores

Os Profetas Maiores da Bíblia incluem Isaías, Jeremias, Lamentações, Ezequiel e Daniel. Esses livros são chamados “maiores” devido ao seu tamanho e abrangência, não à importância relativa.

Eles contêm profecias e ensinamentos que abordam a justiça de Deus, a necessidade de arrependimento, a esperança de redenção e a restauração de Israel.

Isaías e Jeremias focam em mensagens de julgamento e salvação, Lamentações expressa o lamento pela destruição de Jerusalém, Ezequiel visões apocalípticas e Daniel relatos de fidelidade em tempos de perseguição.

Profetas Menores

Os Profetas Menores da Bíblia são os doze últimos livros do Antigo Testamento: Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias.

Apesar de serem chamados de “menores” devido ao tamanho mais curto em comparação com os Profetas Maiores, eles contêm profecias significativas sobre o julgamento divino, a restauração e a esperança messiânica.

Cada livro apresenta um contexto histórico específico e uma mensagem única, abordando questões como idolatria, injustiça social e a relação entre Deus e seu povo.

Resumo da subdivisão dos 39 livros do Antigo Testamento

  • Pentateuco: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio.
  • Históricos: Josué, Juízes, Rute, 1 Samuel, 2 Samuel, 1 Reis, 2 Reis, 1 Crônicas, 2 Crônicas, Esdras e Neemias.
  • Poéticos: Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cantares.
  • Profetas Maiores: Isaías, Jeremias, Lamentações, Ezequiel e Daniel.
  • Profetas Menores: Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias.

Novo Testamento

O Novo Testamento é composto por 27 livros que se concentram na vida, ensinamentos e ministério de Jesus Cristo, bem como no início da igreja cristã.

Alguns dos livros notáveis incluem os quatro Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João), Atos dos Apóstolos, Romanos, 1 Coríntios, 2 Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses, Hebreus e muitos outros.

Começando por Mateus, e encerrando com o Apocalipse, veja a relação de todos os 27 livros do Novo Testamento, da Bíblia evangélica.

  • Mateus
  • Marcos
  • Lucas
  • João
  • Atos dos Apóstolos
  • Romanos
  • 1 Coríntios
  • 2 Coríntios
  • Gálatas
  • Efésios
  • Filipenses
  • Colossenses
  • 1 Tessalonicenses
  • 2 Tessalonicenses
  • 1 Timóteo
  • 2 Timóteo
  • Tito
  • Filemon
  • Hebreus
  • Tiago
  • 1 Pedro
  • 2 Pedro
  • 1 João
  • 2 João
  • 3 João
  • Judas
  • Apocalipse 

Assim como o Antigo Testamento, os livros do Novo Testamento estão subdivididos de acordo com a época, tema, escritor e finalidade da escrita.

Assim, temos: Evangelhos, Histórico, Cartas Paulinas, Cartas Gerais e Profecia.

Evangelhos

Quantos livros tem a Bíblia evangélica Evangelhos
Mateus, Marcos, Lucas e João compõem os Evangelhos

Os Evangelhos do Novo Testamento – Mateus, Marcos, Lucas e João – narram a vida, os ensinamentos, os milagres, a morte e a ressurreição de Jesus Cristo.

Cada evangelho tem uma perspectiva única, com diferentes ênfases e audiências em mente, mas todos apresentam a mensagem central do evangelho: a salvação através da fé em Jesus como o Filho de Deus e o Salvador da humanidade.

Esses textos são fundamentais para a fé cristã, oferecendo relatos inspiradores da vida e do ministério de Jesus.

Histórico

Os Atos dos Apóstolos, escrito pelo autor do Evangelho de Lucas, é um livro do Novo Testamento que narra os eventos históricos após a ressurreição de Jesus.

Ele descreve a ascensão de Jesus, o dia de Pentecostes, o crescimento da igreja primitiva em Jerusalém e além, as viagens missionárias de Paulo e outros líderes da igreja, e os desafios enfrentados pelos primeiros cristãos.

É uma fonte crucial para entender a expansão do cristianismo no mundo antigo.

Cartas Paulinas

As Cartas Paulinas são uma coleção de epístolas escritas pelo apóstolo Paulo, uma figura central no início do cristianismo.

Elas incluem Romanos, 1 e 2 Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses, 1 e 2 Tessalonicenses, 1 e 2 Timóteo, Tito e Filemon.

Essas cartas abordam uma variedade de questões teológicas, éticas e pastorais enfrentadas pelas comunidades cristãs do primeiro século.

Elas oferecem instruções, encorajamento e correções, refletindo a preocupação de Paulo com a fé, a prática e a unidade dos crentes.

Cartas Gerais

As Cartas Gerais são um conjunto de sete epístolas no Novo Testamento atribuídas a diversos autores além de Paulo.

Elas incluem Tiago, 1 e 2 Pedro, 1, 2 e 3 João, e Judas. Essas cartas abordam uma variedade de temas como fé, obras, sofrimento, ética cristã, doutrina e advertências contra falsos ensinamentos.

Embora escritas por diferentes autores, compartilham o objetivo de fortalecer a fé dos leitores e encorajá-los a viver de acordo com os ensinamentos de Jesus Cristo.

Profecia

O Apocalipse é um livro do Novo Testamento atribuído ao apóstolo João. É uma obra profética que apresenta visões e símbolos apocalípticos, revelando eventos futuros relacionados ao fim dos tempos, o juízo final e a vitória final de Deus sobre o mal.

O livro também oferece encorajamento e esperança para os crentes, destacando a soberania de Deus e a promessa da vida eterna para aqueles que permanecem fiéis.

As imagens e metáforas do Apocalipse são complexas e têm sido interpretadas de várias maneiras ao longo da história.

Resumo da subdivisão dos 39 livros do Antigo Testamento

  • Evangelhos: Mateus, Marcos, Lucas e João.
  • História: Atos dos Apóstolos.
  • Epístolas Paulinas: Romanos, 1 Coríntios, 2 Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses, 1 Tessalonicenses, 2 Tessalonicenses, 1 Timóteo, 2 Timóteo, Tito e Filemom.
  • Epístolas Gerais: Hebreus, Tiago, 1 Pedro, 2 Pedro, 1 João, 2 João, 3 João e Judas.
  • Profecia: Apocalipse

Quantos livros tem a Bíblia católica?

A Bíblia católica contém 73 livros, ao contrário da Bíblia protestante, que tem 66 livros.

A diferença de sete livros se deve aos chamados livros deuterocanônicos (como são conhecidos pelos católicos) ou apócrifos (como são chamados pelos protestantes).

Os sete livros adicionais na Bíblia católica são:

  1. 1 Macabeus
  2. 2 Macabeus
  3. Judite
  4. Tobias
  5. Sabedoria de Salomão
  6. Eclesiástico (ou Sirácida)
  7. Baruc

Essa diferença resulta de divergências históricas e teológicas entre as tradições católica e protestante.

A Reforma Protestante, no século XVI, levou à exclusão desses livros do Antigo Testamento na maioria das Bíblias protestantes, enquanto a Igreja Católica os manteve.

Portanto, a resposta para a pergunta “Quantos livros tem a Bíblia adventista (ou Assembleia, batista, luterana, presbiteriana, etc.)?” é a mesma para todas as denominações protestantes: 66 livros.

As várias denominações protestantes utilizam diferentes traduções da Bíblia (como NVI, ARC, NTLH, etc.), mas todas contêm 66 livros.

Quantos livros tem a Bíblia ortodoxa?

A Bíblia ortodoxa tem uma quantidade de livros diferente da Bíblia católica e da Bíblia protestante.

Enquanto a Bíblia protestante possui 66 livros e a católica 73, a Bíblia ortodoxa pode ter de 78 até 81 livros, dependendo da tradição específica.

A Igreja Ortodoxa aceita os livros deuterocanônicos (presentes na Bíblia católica) e inclui outros textos que não estão na Bíblia católica nem na protestante.

Alguns dos livros adicionais encontrados na Bíblia ortodoxa são:

  1. 1 Esdras (não confundir com o Esdras canônico)
  2. Oração de Manassés
  3. Salmo 151
  4. 3 Macabeus
  5. 4 Macabeus (apenas na tradição ortodoxa georgiana e algumas edições da Igreja Ortodoxa Grega)
  6. Odes (um livro de cânticos)
  7. 2 Esdras (também chamado de 4 Esdras em algumas tradições)

A inclusão desses livros reflete a diversidade de tradições litúrgicas e teológicas dentro da Ortodoxia.

A Igreja Ortodoxa Etíope, por exemplo, possui um cânone ainda mais extenso, incluindo livros como Enoque e Jubileus.

Essa variação se deve a diferenças históricas e teológicas nas diversas tradições ortodoxas.

Portanto, ao se referir à “Bíblia ortodoxa”, é importante notar que o número exato de livros pode variar entre as diferentes igrejas ortodoxas.

A Bíblia Sagrada é um dos livros mais populares do mundo

Em resumo, a Bíblia é uma coleção fascinante de livros que possui 66 livros no total, divididos em Antigo e Novo Testamentos.

A composição da Bíblia varia ligeiramente entre as tradições católica, evangélica e ortodoxa, principalmente devido à presença ou ausência dos chamados livros apócrifos.

Essa riqueza de escritos sagrados tem sido uma fonte de orientação espiritual e inspiração para inúmeras pessoas ao longo dos séculos.

Se você está interessado em aprender mais sobre a Bíblia, comece explorando seus diversos livros e mensagens profundas que continuam a tocar corações e mentes em todo o mundo.

Esperamos que este artigo tenha respondido às suas perguntas sobre quantos livros tem a Bíblia e como ela é dividida.

Se você tiver mais dúvidas ou quiser aprofundar seu estudo da Bíblia, não hesite em buscar recursos adicionais e orientação espiritual.

Fábio Valfré Prado
Fábio Valfré Prado

Teólogo e redator de conteúdos bíblicos do site Na Bíblia Online. Escreve estudos, esboços e listas de versículos da Bíblia.

@ Seguir